A gestação da Mariana – Parte 2

O terceiro trimestre

Foi quando eu comecei a ganhar peso. Voltei a comer doces gradualmente e no final da gestação eu virei uma formiga! O meu prato era digno de peão de obra! Eu comi horrores nessa fase, engordei 5 quilos. Comia de tudo!

Nossa alegria era todas as noites nos aconchegarmos na cama e ficar tateando a barriga, sentindo a Mariana mexer e imaginando em que posição ela estava. Ela ficava toda agitada quando o pai chegava da faculdade. Pelas manhãs ela não dava sinal. A tarde ela dava uma manifestada após meu BIG almoço, rsrsrsrs.

Bati muita perna atrás de enxoval mais barato, de itens que eu queria, de decoração de quarto, etc. Revirava a internet e fazia listas e mais listas! O Marcos acompanhava o que podia e eu dividia as minhas alegrias com as amigas e família pelo whatsapp.

Compramos o carrinho dela pela internet. Lembro do porteiro do meu prédio me ligar avisando que a encomenda gigante estava na portaria e ele não podia ficar com as caixas ali. Saí correndo do trabalho e em casa eu abri os pacotes que nem uma criança no dia de Natal! rsrsrs.

Em outubro decidimos nos mudar, sair do apartamento de 2 quartos para um de 3. Por sorte encontramos um apartamento livre no mesmo condomínio em que morávamos. Liguei para meus pais e pedi que viessem para nos ajudar e trazer a boa parte do enxoval da Mari que estava em Goiânia.

O berço nós ganhamos de presente de uma prima muito querida minha. O jogo de berço foi encomendado lá também. Então meu pai veio de Goiânia para Curitiba com o carro abarrotado de coisas de bebê. No posto de gasolina um homem perguntou se ele vendia enxoval. kkkkkk! Eles passaram o dia das crianças conosco.

Fizemos a mudança, pintamos o quarto dela, montamos o berço. Passamos um dia na praia, passeamos. Me senti muito feliz em poder compartilhar esse momento com meus pais! Eles tinham me visto em julho, quando a minha irmã se casou, mas eu nem tinha barriga ainda. Minha mãe e eu começamos a lavar as roupinhas; eu passava e guardava com muito carinho!

Fiz aquele exame de glicemia, que a gente fica em jejum e toma um líquido super doce, daí vão medindo a glicose no sangue. Minha mãe me acompanhou durante o exame, me senti mimada! rsrsrs Não vomitei, nem desmaiei, mas passei o resto do dia com dor de cabeça e enjoo.

Meus pais retornaram para casa e combinamos que quando eu entrasse em trabalho de parto eu avisaria e eles viriam de carro. Fiquei mais tranquila no apartamento novo, agora sim tínhamos espaço para a bebê e para receber nossa família em casa. Teria sido muito difícil fazer essa mudança sem o suporte dos meus pais.

30 semanas

30 semanas

Fizemos a ultrassom de 30 semanas e a Mariana estava pélvica. Pélvico é o termo que se usa quando o bebê está sentado, com a pelve na direção da vagina da mãe. ‘Ainda dá tempo dela virar’, disse o médico na clínica. Mariana seguia perfeita, tudo ok. Minha gravidez ocorreu sem nenhum susto, graças a Deus.

Comecei a dormir mal, as costas e o quadril doíam e a bexiga vivia apertada. A respiração ficou curta e não conseguia calçar meus sapatos sozinha. A barriga não deixava. Apesar disso eu era uma grávida ativa. Trabalhava e cuidava da casa sozinha, dirigia pra todo lado.

Com 32 semanas de gestação comecei a sentir dores na madrugada. Acordei com muita dor na barriga! Uma dor terrível, a barriga muito dura e torta! Fiquei assustada, acordei o Marcos, me levantei, fui ao banheiro e comecei a andar pela casa. Era insuportável ficar deitada! ‘Gente, não é hora dela nascer. Que dor é essa?!’ Parecia que tinha um Alien lá dentro, sério! kkkkkk

De repente, a dor foi diminuindo e consegui dormir. Era véspera da consulta com meu obstetra e enviei uma mensagem a ele assim que o dia amanheceu. Ele me disse para ir mais cedo para o consultório, no primeiro horário. Mandei uma mensagem para as colegas de trabalho avisando e aguardamos em casa o horário da consulta.

Chegamos no consultório e relatei tudo ao meu médico. Gente, meu obstetra é um poço de calma e paciência, kkkk! Eu ali toda nervosa e ele com a cara mais plácida do mundo: ‘Tammy, acho que a bebê deve ter virado. Vamos dar uma conferida’. Deito na maca, ultrassom ligado, mexe mexe e… ‘Olha aí, Mariana virou, está cefálica’ Eu quase explodi de alegria, finalmente ela estava de cabeça pra baixo, posição adequada para o parto normal.

Com 33 semanas, fizemos o nosso ensaio de gestante. Eu estava muito animada! Fizemos as fotos no Jardim Botânico, curtimos muito aquela tarde. Eu me sentia bonita grávida, alisava a barriga e conversava com a Mariana. Imaginava a carinha dela, ela no bercinho e no carrinho. No quarto que tínhamos decorado para ela. Curtimos muito a nossa gravidez.

No

Nosso ensaio de gestante. Fotos de Cleone Rios.

Trabalhei até 36 semanas de gestação. Comecei a inchar, as pessoas me cansavam, não tinha mais vontade de sair da minha casa. Queria ficar sozinha com meu marido, queria preparar as coisas para a vinda da Mariana. Percebi que estava no meu limite. Dia 05/ 12 encerrei minhas atividades na escola. Meus alunos fizeram uma despedida bonita para mim. Chorei, me despedi, entreguei as notas deles na pedagogia.

No dia 08/12, segunda feira, me consultei com o obstetra e ele me deu um atestado de 2 semanas, para descansar e aguardar o parto. Completei 37 semanas na quarta e a sensação que eu tive foi um alívio imenso de finalmente poder desacelerar e ficar em casa reclusa. Intimamente eu sentia que precisava disso, mas eu tinha dificuldade de externalizar isso para as pessoas.

Passei a semana dentro de casa, lavei o protetor de berço, passei, coloquei no lugar. Fiz compras na farmácia: absorventes para o pós parto, fralda tamanho RN, gaze, algodão. Lavei mais roupinhas, organizei as gavetas da Mari pela milésima vez, Marcos instalou o bebê conforto no carro. As pessoas me perguntavam quando a bebê chegaria ‘só depois do Natal’ era o que eu falava. A data provável para o parto era 31/12.

 

4 ideias sobre “A gestação da Mariana – Parte 2

  1. Estou amando tudo!!!! E me perguntando, porque não faço isso também!!!! Kkkkkkk

    • Oi Ana Lídia! Que bom que está curtindo! Faça também! Não tem segredo, é só começar! Abraço!

  2. Que depoimento mais lindo Tammy, tô aqui babando com seus contos…

Os comentários estão fechados.